Elvis 1956




quarta-feira, 6 de julho de 2011

elvis presley o rei do gospel

 

Se Elvis não fosse o “Rei do Rock”, ele seria com certeza o “Rei do Gospel”. Quando criança, o amor a música levou-o para frente do coral da igreja, sem se dar conta de que um dia viveria para o palco. O gosto pela música gospel também o levaria, mesmo quando famoso, a incluir várias pessoas em sua banda do circuito gospel e, dizem, que quando não andava muito bem recorria a clássicos gospels.
Elvis Presley, DJ Fontana, Bill Black, The Jordanaires and Scotty Moore - RCA Sudio 1 - July 2, 1956Elvis Presley
Elvis Presley
Como todos sabem, Elvis Aaron Presley nasceu em Tupelo, Mississippi, em 08 de janeiro de 1935. Ele era o gêmeo sobrevivente, o seu irmão, Jesse Garon, nasceu morto – fato que foi lembrado pelo cantor Nick Cave quando fez o álbum “The Firstborn Is Dead”, principalmente na canção Tupelo, na qual narra o nascimento dos irmãos.
Seus pais o levaram para casa em condições muito humilde, mas ele sempre lembraria o amor que recebeu dos familiares. O pai, Vernon Presley, era um homem trabalhador, que ficou com o filho durante toda a sua vida, apoiando na busca de seus sonhos e, nos últimos anos, ajudando na supervisão financeira dos interesses de Elvis.
Porém, foi com a mãe, Gradys Presley, que Elvis desenvolveu laços mais profundos. Ela era o tipo de mãe coruja, que acompanhava o filho todos os dias à escola, mesmo em sua adolescência manteve esse costume. Gladys Presley continuaria sendo presença marcante ao longo da vida de Elvis e muitas vezes ele recorria a ela em busca de orientação.
Foi na pequena Mississippi que Elvis participaria da primeira igreja da Assembléia de Deus em Tupelo. Gradys Presley contaria muitas vezes de como ele escapava de seu colo e corria para frente da igreja onde ficava o coro e juntava-se ao coral tentando imitar suas vozes. Não demoraria muito para ele começar a cantar música gospel, tanto que chegou a fazer teste para participar de uma versão júnior, expoente do gênero.
Elvis teve como primeiros ídolos os grupos gospel The Statesmen Quartet e Blackwood Brothers, que fez muito sucesso no início dos anos 1950. Um fato curioso ocorreu em 04 de julho de 1955, quando estes dois grupos gospel viajaram até o Texas para se apresentarem juntos a outros artistas em um programa de TV. Entre as atrações estava Elvis Presley, o qual planejava cantar alguns de seus sucessos do rock´n´roll, mas não o fez, por respeito aos seus ídolos evangélicos.
The Statesmen exerceu tanta influência em Elvis, que este pegou muito do estilo vocal de Jake Hesse e imitou o jeito do baixista Big Chief movimentar a perna. O próprio Big Chief em uma entrevista se recorda de Elvis assistindo aos shows do The Statesmen em Tupelo, quando ele era bem jovem e, no final da apresentação, os procurou nos bastidores.
Tudo indicava que Elvis, se não fosse o rock´n´roll, o qual foi um dos precursores, ele seria um grande cantor gospel. No entanto, durante toda sua carreira nunca deixaria de cantar clássicos do estilo como “How Great Thou Art” e “If I Can Dream”.
Para aqueles que querem entender melhor e aprofundar sobre a influência gospel na vida e música de Elvis Presley, existe o DVD “Tocou-Me – A Música Gospel de Elvis Presley”, de 1999, mas foi relançado em 2005.

FONTE http://bagarai.com.br/elvis-presley-o-rei-do-gospel.html