Elvis 1956


quinta-feira, 8 de junho de 2017

LIVRO ELVIS MY BEST MAN (CAPITULO 3 PARTE 2)




Continuação do Livro (ELVIS MY BEST MAN) CAPITULO 3 PARTE 2



(CAPITULO 3 PARTE 2)


 Dentro de um ano, Johnny e eu iriamos renovar  nosso conhecimento no estúdio de Sam Phillips quando Johnny começou a gravar para o Sun,  Johnny me avisou o quanto ele se estava  apreensivo sobre a  KWEM e Finalmente ter  recebido uma chance de tocar  no programa de ritmo e blues da estação, The Jack the Bell, boy Morning Exposição. Tendo visto Dewey no trabalho, eu sabia que era crucial fazer algo que me tornasse mais Do que apenas uma voz entre canções - algo que me faria destacar me como uma personalidade. Eu tinha gasto Tempo suficiente em torno de músicos para pegar um pouco da gíria de hipster que estava entrando em estilo -Frases como "Tudo é legal, baby", na verdade, eu era  fresco nas ruas naquela época. eu comecei Falando sobre esse estilo de conversa no ar e rapidamente descobri que eu tinha uma habilidade para fazer Rimas no local: "Ei, este é o DJ GK que vem na  sua maneira louca em uma segunda-feira com discos para tocar, em  cena com minha máquina de gravação rock 'n' roll. Baby, não quer dizer, talvez, pendure comigo por isso é só Eu e você e Memphis, Tennessee- "Acredite ou não, pegou, e dentro de seis meses eu fui considerado um "atleta quente". Minha estação era Muito pequena para pagar a subscrição dos serviços de classificação que lhe diziam o tamanho do seu público, mas nós Medimos nosso sucesso pela quantidade de mensagens que recebemos. Não demorou muito para que eu obtivesse mais de cem Cartas em um dia junto com uma pilha de telegramas, e eu tive que vir em algumas horas mais cedo para ir Através do correio. Ao ler algumas dessas cartas de solicitação no ar, desenvolvi minha própria especialidade Nick de rádio. Um monte de mensagens  foram dirigidas  a mim como "DJ GK", mas quando eu li-os durante o show, eu Às vezes fazia uma pausa enquanto eu fazia uma varredura para ver a música que estava sendo pedida, de modo que saia com uma voz Um pouco gaguejante: "Querido DJ-uh-GK." Isso aconteceu o suficiente para que os ouvintes esperassem, então eu parei de ficar Tentando corrigir , e "DJ-uh-GK" tornou-se minha marca. (Quando eu ia ver Elvis em shows pelas cidades, ele dirigiria a Mim encurtando ainda mais para "DJ Uh".)Eu estava me sentindo bem com o meu show da manhã, mas as coisas logo mudaram de uma maneira grande. Uma manhã, eu Recebi um telefonema de Bill Grumbles, um colega que havia sido gerente geral da WHBQ quando eu Trabalhei  com Dewey, e que agora estava gerenciando a WMC, uma estação da NBC em frente à rua Chisca Hotel. "George, você está ciente de que você é o número dois da manhã? O que você quer dizer," número dois, "Sr. Grumbles?""Você obteve o show de manhã com número dois o segundo programa mais ouvido  em toda a cidade  de  Memphis. Toda a cidade. Parabéns .Ele não estava ligando apenas para ser legal. Ele ofereceu para dobrar meu salário se eu tocasse  a tarde rock 'n'Roll show no WMC. Ele teve um nome em mente para esse show - o Rock 'n' Roll Ballroom do George Lein Klein. Eu Gostei do som disso. No outono de 1955, "rock and roll" era um grande negócio. Essa frase foi usada cada vez mais para descrever O novo tipo de música que está sendo feita pelos gostos de Chuck Berry, Little Richard, Fats Domino e BoDiddley, e tornou-se uma descrição excelente de seu som do que "ritmo e blues". Provavelmente, o único O registro que realmente anunciou a chegada do rock and roll foi o "Rock Around the Clock" de Bill Haley,  Que se tornou extremamente popular em 55 depois que foi usado durante os créditos de abertura do filme Blackboard Jungle, e se tornou a primeira música de rock and roll a atingir o número um no recorde nacional Gráficos. Claro, nem todos estavam felizes com a chegada do rock 'n' roll. Em todo o país, todos os tipos de Autoridades - professores, pregadores, prefeitos - condenavam os "ritmos primitivos" da música, "crua Emoções "e" conteúdo sexual ". A música Rock 'n' roll foi vista como um promotor da imoralidade, um fogo seguro Caminho para a delinquência juvenil e, mais incrivelmente, como um encorajamento para uma mistura inaceitável de raças

.
Resultado de imagem para elvis and george klein
 
 
(ELVIS MY BEST MAN)

Aqueles que viram o rock 'n' roll como uma força de troca para o pior pensamento que tinha que serCombatido  de volta em cada turno. As escolas reprimiram os códigos de vestimenta, as danças foram canceladas e, com Todo o novo rock 'n' roll atingiu os gráficos, houve uma enxurrada de editores anti-rock 'n' roll em
Jornais. Em uma tentativa de suavizar a influência do rock 'n' roll, havia mesmo uma pequena indústria artesanal De versões de capa branca de algumas das grandes músicas gravadas por artistas negros - mas ficou claro Muito rápido que, se as crianças quisessem ouvir "Não é uma pena", eles queriam ouvir Fats Domino cantar Não, Pat Boone. Francamente, muitos de nós estávamos ocupados ocupando o rock and roll,  para perder  tempo Preocupado com a reação.Elvis era certamente um rolo pioneiro de rock and roll, fazendo o seu caso fortemente com ótimos singles  Como "Good Rockin 'Tonight". E quando ele começou a ser mais popular, ele começou a sofrer  muito com as acusações de que ele era uma "ameaça" que ele colocou  marginalidade e delinquência sobre  juventude da nação. Mas em 1955 ele ainda estava misturando o país, tinha  blues, gospel, E pop em seu som, e foi realmente considerado uma ameaça ao  país por seu modo de  agir e criticado  por muitos devido à sua aparências Durante todo o ano nos programas de rádio Louisiana Hayride. Na verdade, tenho uma memória aguda de um pouco deConversa que tive com Elvis naquele ano, numa noite em que ambos acabamos no WHBQ novamente, aguardando estar  com Dewey depois do show. Eu sabia que Elvis tinha sido um enorme sucesso naqueles dias em  Louisiana hayride  e foi rapidamente subindo a conta de um ato de abertura para uma estrela em destaque para umHeadliner. "Elvis, parece que você está em concorrência com Webb Pierce e Ferlin Husky e Hank Snow", eu Disse, citando algumas das principais estrelas do país com as quais ele apareceu.Ele balançou a cabeça e soltou um pequeno resmungo de risada."Não, George. Estou atirando para Bill Haley. "Nós não sabíamos disso, mas em apenas alguns meses rápidos, Elvis, na verdade, estaria no topo, Cartas, com ninguém confundindo-o com um crooner do país.Eu estava bem ciente de que o rock 'n' roll tinha o poder de ofender, bem como excitar quando eu lancei meu primeiro Dia na WMC com a minha primeira transmissão do The Rock 'n' Roll Ballroom. Mas eu decidi que se eu estivesse indoPara ser ofensivo, eu faria isso de uma maneira grande. Eu me apresentei aos ouvintes da WMC, tocando mais alto, O mais difícil disco de rock and roll poderia pensar: o mais novo single de Little Richard, "Tutti Frutti". Eu estava Oficialmente balançando e rolando. Eu continuei tocando os registros altos e difíceis do rock 'n' roll que eu amei na WMC, e muito rapidamente o correioComeçou a derramar exatamente do jeito que tinha na KWEM. E não demorou muito para os escritores de cartas, Eles estavam aparecendo. Muitas estações naquela época deixariam as crianças assistirem a um disc jockey ou uma Transmissão, mas não havia muito espaço nos estúdios da  WMC, então a estação tomou a decisão de dar me um espaço real de tamanho de salão: um auditório de 300 lugares no prédio do Instituto Goodwyn, Onde a WMC tinha seus estúdios. Eu ficaria no palco na cabine de transmissão especial que a estação me construiu,Trabalhando fora fazendo o meu show regular, e as crianças poderiam vir e sentar-se e assistir apenas o caminho Eles fariam em um show ao vivo. Algumas pessoas de rádio podem não ter gostado de serem transformadas em uma vida de  Artista daquele jeito, mas, francamente, eu adorei. Foi realmente um chute para se alimentar da energia de uma multidão ao vivo,E nada me fez mais feliz do que tocar uma música que fez as pessoas dançarem  nos corredores do auditório. Elvis teve um monte de singles com  Sun Phillips 'na  Sun Records agora, e eu fiz um ponto para tocar todos Eles sempre impressionaram e sua música parecia melhorar e melhorar. (Na verdade, eu sempre pensei "Leite Cow Boogie" foi um pouco fofo, mas músicas como "Mystery Train" e "Baby Let's Play House"Eram assassinas .) Ocasionalmente, o próprio Elvis se apresentaria durante o meu show para deixar um novo recorde e Passeios  nos estande comigo, da mesma maneira que ele teve com Dewey.
 
 
Imagem relacionada
 
 
(ELVIS MY BEST MAN
 
 
 
 
 
 
CONTINUA,,,,,,,,,,,,,
 
 
 

NOTICIA DO MUNDO ELVIS

Resultado de imagem para elvis 1959




BOX "A BOY FROM TUPELO" SERÁ RELANÇADO EM JULHO DE 2017



O Box "A Boy From Tupelo" será relançado no dia 28 de julho! O box contempla gravações de 1953 à 1955. São 3 CDs e um livro com 120 páginas. O mega expert em Elvis, o pesquisador Ernst Jorgensen foi quem escreveu e produziu este trabalho! A novidade é uma gravação ao vivo de "I Forgot to Remember To Forget" de 29/10/1955, recentemente descoberta. São gravações obrigatórias não somente para fãs, mas para qualquer um que deseja compreender a importância de Elvis na história do Rock! 










JORNAL “THE GUARDIAN” LANÇA ARTIGO ALEGANDO QUEDA NA POPULARIDADE DE ELVIS E RECEBE AVALANCHE DE CRÍTICAS



















Um dos mais tradicionais e importantes jornais do Reino Unido, o “The Guardian” lançou um artigo em maio de 2017 alegando uma queda na popularidade de Elvis. Segundo o jornal uma pesquisa com 2034 jovens entre 18 a 24 anos mostrou que 29% deles nunca ouviram uma canção de Elvis. O The Guardian queria saber dos jovens quais ídolos ou bandas que não existem mais, seriam seus prediletos. Segundo o The Guardian, 25% deles escolheram “David Bowie”; 23% escolheram os “Beatles” e 12% escolheram “Elvis”. Estranhamente no mesmo mês de maio de 2017 o The Guardian lançou outro artigo dizendo que a venda de artigos raros de Elvis também perdeu valor devido à falta de interesse do público! Porém o jornal não ponderou alguns fatos: 1º. Tentem fazer a mesma pesquisa nos Estados Unidos e vamos comparar os resultados. 2º. Apesar dos Beatles terem acabado em 1970, seus membros continuaram na ativa por anos, sendo que Paul e Ringo ainda fazem shows. 3º. David Bowie faleceu no ano passado e é muito comum após a morte de um ídolo, ele ficar em alta por um período (vide Michael Jackson em 2009). 4º. Como explicar as mega turnês de Elvis in Concert pelo mundo, incluindo o show “The Wonder of You” com arenas lotadas? 5º. Como explicar Elvis ter voltado a ser número 1 com as vendas dos CD’s “If I Can Dream” e “The Wonder of You” justamente no Reino Unido? 6º. Elvis “saiu de cena” há 40 ANOS, obviamente muito mais tempo que David Bowie e Beatles, mas está entre os 3 mais “lembrados”. E o que aconteceu com todos os outros ídolos já falecidos? Por que apontar somente para Elvis, fica aqui esta pergunta! Para sustentar suas teorias o The Guardian solicita a opinião de David Hesmondhalgh um Professor de Música da Universidade de Leeds que faz o infeliz comentário: “Se você perguntar a uma criança pequena sobre Elvis, o fato de que o cantor morreu sentado no vaso sanitário por comer demais ou de que ele vestia roupas ridículas é tudo o que essa criança vai registrar. A música ficou menos importante que a caricatura. A imagem de Elvis foi rebaixada”. A opinião deste professor (que necessita urgentemente de uma reciclagem) é a mesma de muitas pessoas na mídia sensacionalista que desconhece a dimensão do legado de Elvis. Se estas “crianças” que o professor se refere tivesse acesso ao legado musical de Elvis e não a opiniões que certas pessoas fazem, será que elas iriam fazer chacota de Elvis? Eu apostaria minhas fichas que não, vide o exemplo do sucesso de Lillo & Stitch em 2002! Depois deste desenho animado houve uma leva de novos fãs mirins devido a trilha sonora! Elvis não está nas TVs abertas, não está na programação das grandes rádios (por isso a importância das Web rádios organizadas por fãs) e mesmo assim Elvis movimentou 382 milhões de streams no Spotify em 2016. Nesse aspecto o The Guardian até reconhece que Elvis ainda é muito procurado, mas sempre procura minimiza-lo! O legado de Elvis é muito poderoso, mas para isso ele precisa chegar até o conhecimento das pessoas! Infelizmente ainda há quem torce contra e depois culpa o próprio legado de Elvis! Como não poderia ser diferente, o “The Guardian” recebeu uma avalanche de críticas nos comentários do artigo! Eles poderiam fazer outro artigo do tipo: “Como um artista que faleceu há 40 anos ainda tem uma legião de fãs tão fiel como Elvis?” ou refazer essa pesquisa daqui mais 40 anos! Eu já sei quem estará entre os primeiros! Só não perguntem do nome do professor da Universidade de Leeds, esse será engolido pela história, ELVIS não!









FONTE DE INFORMAÇOÊS FOTOS TEXTOS E AGRADECIMENTOS AO PORTAL ELVIS TRIUNFAL